NOTÍCIA

Barretos recebe dia 11 de agosto o Hacking Health, um programa que busca soluções para a área de saúde no Brasil e no Mundo

Data: 06/08/2018

Barretos recebe dia 11 de agosto o Hacking Health, um programa que busca soluções para a área de saúde no Brasil e no Mundo

A cidade de Barretos vai realizar no dia 11 de agosto ás 9h, o primeiro encontro do Hacking Health Barretos. O Hacking Health é um movimento global que visa melhorar a área da saúde rompendo as barreiras à inovação em saúde através de ação colaborativa e voluntária de todas as partes interessadas dentro e fora do setor de saúde. Criado no Canadá em 2012, o Hacking Health está presente em mais de 15 países nos 5 continentes e já gerou mais de 650 projetos e soluções de melhoria nas condições de saúde nos locais de atuação. 


Segundo o médico Jacó Saraiva de Castro Mattos, líder do projeto em Barretos, o movimento Hacking Health chegou no Brasil em 2015 e cresce de forma consistente a cada dia, já apresentando mais de 14 capítulos e agora a região de Barretos também tem a oportunidade de impactar a saúde.


Utilizando uma metodologia já testada e aprovada em mais de 60 cidades de todo o mundo, o Hacking Health reúne de forma colaborativa e voluntária de pacientes, profissionais da saúde, médicos, tecnólogos, designers, empresários, tomadores de decisão, líderes empresariais, pesquisadores, administradores e governos em eventos para pensar, aprender e criar soluções tecnológicas para os problemas tangíveis na área da saúde. 


Esses encontros acontecem na forma de Cafés, Workshops e Hackathons. Segundo o médico Jacó, os encontros catalisam a colaboração dos diferentes participantes. de diferentes setores da comunidade, afim de alinhá-los de forma sinérgica na concepção colaborativa das soluções.


Todo esse movimento, de acordo com o médico Jacó, é acelarado com o Hackathon - uma maratona de desenvolvimento ágil onde equipes competem entre si para em pouco mais de 48 horas desenvolver um protótipo mais viável ao desafio proposto. As equipes são compostas por pessoas das áreas da saúde, desenvolvedores da tecnologia da informação, designers e gestores. 


"No Hackhathon será possível construir protótipos das ideias elaboradas e apresentá-los para uma banca de especialistas, investidores, parceiros e apoiadores que irão avalia-los como negócios possíveis de serem desenvolvidos e aplicados na sociedade", explicou.


"Acreditados que o Hacking Health é um meio de levar a inovação para a saúde e definitivamente promover uma melhor entrega de valor e qualidade a paciente e profissionais", afirmou o médico.

MAIS NOTÍCIAS